1

publicidade

publicidade
click aqui

terça-feira, 1 de setembro de 2015

Confirmação de Acson no Komando dia 7 em Travessão, confira o vídeo.


video

segunda-feira, 31 de agosto de 2015

ABERTURA DO CAMPEONATO DE FUTSAL DA AVET.


Cosntrurural
Aconteceu neste sábado , dia 29 de agosto, a abertura do Campeonato de Futsal da AVET 2015. A cerimônia ocorreu na quadra Poliesportivo contou com o patrocínio de alguns comércios local.

JP produções 

Na ocasião o presidente da AVET Mário Oliveira agradeceu a população pela presença e aos patrocinadores.


Após a execução do Hino Nacional, o presidente em exercício Mário Oliveira deu o inicial e tornou oficial a abertura do campeonato.

Dancau 

Noberta Confecções 

Ainda nesta noite foram disputadas as seguintes partidas: 


                                                              Dancau 4 x 4 Cosntrurural  

                                                           
                                JP produções 3 x 1 Noberta confecções                                            

quinta-feira, 27 de agosto de 2015

1º Campeonato de Futsal dos Veteranos Começará neste Sábado na quadra local de Travessão.




Coluna A Tarde: A agonia de cada dia

A cada dia torna-se mais complicada a crise político-econômica do país. Assim posto, não há sinais visíveis de arrefecimento e deve continuar nesta batida até o segundo semestre do próximo ano, com probabilidade de que perdure por tempo maior. A crise está dentro do governo, que não soube detectá-la do início do ano passado, certamente para não prejudicar a reeleição. Agora avança para devorar - nunca se sabe - os mandatos de Dilma e Michel Temer, a partir do Tribunal Superior Eleitoral, que aceitou um dos quatro processos movidos pelo PSDB, deixando o governo em dificuldades.
Dos sete ministros do TSE, quatro - a maioria, portanto - votaram contra a presidente e o vice.  Em posição contrária ficou a relatora, ministra Maria Tereza. O presidente do Tribunal, Dias Toffoli, ainda não votou (será o último a fazê-lo), e a ministra Luciana Lóssio pediu vistas ao processo.
Portanto, com quatro votos a favor do processo pronunciados pelos ministros Gilmar Mendes, João Otávio Noronha, Luiz Fux e Henrique Neves, contra três, cabe a minoria tentar ganhar tempo. A maioria, no entanto, está fechada. Para Dilma significa que poderá haver cassação. Mais ainda: o ministro Gilmar Mendes pediu, também, a investigação da campanha eleitoral da presidente pelo Ministério Público, Polícia Federal e pelo próprio TSE.
Desconfia Mendes que a campanha tenha sido financiada, em parte, por recursos oriundos da corrupção a partir do “petrolão” e, pelo menos, uma das empresas financiadoras foi apontada como fantasma. O governo se defende. Alega que o TSE já tinha aprovado as conta. É um argumento que pode não ter significado, na medida em que as contas podem ser reabertas em razão dos processos movidos pelo PSDB.
Assim, sai de pauta o impeachment que a Câmara dos Deputados, a partir do presidente denunciado pelo procurador-geral da República deseja votar, e entra em cena o Tribunal Superior Eleitoral. O TSE poderá vir – é uma presunção  –  anular a eleição de outubro, levando os mandatos  da presidente Dilma Rousseff e do seu vice, Michel Temer, que seria o beneficiário no caso do impeachment,  como aconteceu na ascensão de Itamar Franco à presidência, no episódio que derrubou do poder o atual senador Collor de Mello.
É uma  situação muito complicada. Só de imaginar que, no caso de anulação, ascenderia o terceiro na linha sucessória do poder, justo o deputado presidente da Câmara, Eduardo Cunha  (se até lá não for cassado), causa arrepio em qualquer cristão.
Gilmar Mendes teria encontrado irregularidades na prestação de contas da campanha presidencial e, já com maioria de votos no tribunal, competirá à defesa (no caso Dilma e Michel) apresentar provas que contestem a posição do ministro. Observe-se que a crise está no executivo e no legislativo. Não em alguns tribunais superiores do judiciário brasileiro com a missão de julgar. O Supremo Tribunal Federal, STF, espera o seu momento para entrar em cena, que virá a partir das denúncias do procurador-geral, Rodrigo Janot, em relação aos 52 parlamentares que pretende denunciar. Enquanto isso no Paraná o juiz Sérgio Moro é o único bastião, por ora, em defesa da ética e moralidade públicas.
 A acareação entre o doleiro Alberto Youssef e o ex-diretor da Petrobrás Paulo Roberto, primeiro aceitar a delação premiada, levou Youssef a declarar, por provocação de um parlamentar, que o ex-presidente Lula e a presidente Dilma Rousseff  tinham conhecimento do que acontecia na Petrobrás. Também denunciou o recebimento de propina por Aécio Neves, contestada na manhã de ontem pelo PSDB.
Todo este caudal de denúncias envolvendo corrupção,  somado à crise, dá uma triste dimensão do Brasil de hoje.
* Coluna originalmente publicada na edição desta quinta-feira (27) do jornal A Tarde




Com eliminação, Bahia deixou escapar premiação de R$ 800 mil

Com eliminação, Bahia deixou escapar premiação de R$ 800 mil
Foto: Max Haack / Ag. Haack / Bahia Notícias
Só pela presença na Copa Sul-Americana, antes de enfrentar o Sport, o Bahia teria a receber uma premiação da Conmebol, entidade responsável pela organização da competição continental. A bonificação, por participar da primeira fase, renderia aos cofres do esquadrão cerca de R$ 500 mil. No entanto, de acordo com o diretor financeiro Marcelo Barros, em entrevista ao 'Programa do Esquadrão', a quantia entregue aos clubes é usada também para gastos envolvendo a realização das partidas, ao contrário do que acontece em torneios organizados pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF). O Bahia, sob posse desta quantia, teve que gastar cerca de R$ 200 mil para enfrentar o time pernambucano. Com a eliminação para o Sport, na noite desta quarta-feira (26), o tricolor baiano deixou a escapar a possibilidade de arrecadar um pouco mais com a participação na Sul-Americana, sem contar com a renda do jogo contra o Huracán ou Tigre, confronto que vai determinar o adversário do Sport na próxima fase. A premiação da Conmebol seria de 225 mil dólares que, diante da cotação desta quinta-feira (27), representaria um pouco mais de R$ 800 mil.(Bahia Notícias) 

terça-feira, 25 de agosto de 2015

Governo anuncia que não dividirá a 1ª parcela do 13º salário de aposentados

Mais de 28 milhões serão beneficiados.
O Palácio do Planalto anunciou na noite desta segunda-feira (24) o adiantamento integral em setembro de 50% do 13º salário dos aposentados e pensionistas que recebem do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). Os outros 50% serão pagos em novembro, como acontece normalmente. O 13º engloba 28,2 milhões de benefícios. O Ministério da Fazenda havia discutido a suspensão do adiantamento de 50% do benefício por falta de recursos em caixa. O objetivo era pagar tudo somente na folha de novembro. Embora a antecipação do benefício não fosse obrigatória, ela ocorria há nove anos. A decisão de segurar o adiantamento causou polêmica e o Executivo precisou a rever sua posição. No sábado (22), o governo chegou a anunciar que os aposentados iriam receber 25% do adiantamento do 13º salário em setembro e os outros 25% em outubro, mas acabou recuando nesta segunda. O Sindicato Nacional dos Aposentados, Pensionistas e Idosos da Força Sindical (Sindnapi) entrou com uma ação no Supremo Tribunal Federal (STF) para obrigar o governo federal a antecipar a primeira parcela do 13º salário. Por lei, a primeira parcela tem de ser paga até 30 de novembro de cada ano. Neste ano, devido ao fraco ritmo de atividade na economia, com queda da arrecadação, o governo não conseguiu realizar a antecipação da primeira parcela do 13º salário dos aposentados e pensionistas na folha de agosto, que é paga no fim deste mês e início de setembro. Com isso, rompeu uma tradição que ocorria desde 2006. *Informações do G1.